(11) 5067-3080 | comercial@wamclog.com.br

Aeroporto internacional de Viracopos – Conheça a sua história!

Em 1932 inicia-se a história de Viracopos, durante a revolução de 32 os paulistas usavam o local como campo de operações aéreas a qualidade da pista até então era péssima, construída à base de enxadas e picaretas.

Após um vasto período de inatividade em 1946 o prefeito Joaquim de Castro Tibiriçá assinou o Decreto n 111, em 10 de janeiro de 1946, desapropriando cerca de 200 alqueires o equivalente a 4.375.982 metros quadrados (não há relatos do que aconteceu com a área durante os 13 anos de inatividade).

Com a obstinação de transformar o antigo campo de pousos em aeroporto, logo após o prefeito da cidade Tibiriçá conseguir as faixas de terra do campo de pouso e nas proximidades ele determinou a abertura e compactação das primeiras pistas, o governo de Tibiriçá também expandiu e melhorou as rodovias que davam acesso ao aeroporto.

O primeiro pouso oficial no local foi realizado em 1946 por uma aeronave Douglas DC-3, de prefixo PP-IBB, da pioneira Empresa Central Aérea Ltda, que servia a rota Rio de Janeiro-Campinas-Botucatu-São Paulo. O espaço para a aterrissagem tinha 1,5 mil metros de comprimento e 60 metros de largura. O terminal de passageiros era um barracão de madeira com pouco espaço e nada de conforto. Não havia telefone nem água no local.

A partir de julho de 1946, os caminhões-pipas da Prefeitura levavam água potável à área de Viracopos nos dias em que estavam previstos pousos de aeronaves. Para que os aviões descessem no Aeroporto internacional de Viracopos, os motoristas de Campinas eram convocados pelo rádio para que comparecessem ao local e ajudassem a iluminar a pista com os faróis dos carros. A medida servia para sinalizar ao piloto a largura e comprimento da pista.

De acordo com um levantamento feito pela Infraero, existem duas versões para a origem do nome Viracopos. A primeira, diz a empresa, conta que no início do século surgiu um desentendimento entre o pároco do bairro e seus habitantes numa noite de festa. Houve bebedeiras e brigas, que resultaram na quebra das barracas da quermesse da igreja, derrubadas durante a confusão. A palavra usada pelo padre nos sermões, para se referir ao acontecimento era viracopos”.

Outra versão conta que no local hoje ocupado pelo Aeroporto internacional de Viracopos havia um bar onde tropeiros se encontravam para “virar copos”, descansar e trocar informações sobre viagens.

No início da década de 80, a Infraero passou a ser responsável pela administração geral de Viracopos, após assumir o seu terminal de cargas. Com a inauguração do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, em 1985, Viracopos perdeu a maioria dos seus voos e teve sua movimentação operacional reduzida drasticamente. A retomada veio em 1992 com um segmento até então pouco significativo no aeroporto: a movimentação de carga internacional.

Com a abertura dos mercados financeiros e a instalação de empresas de tecnologia de ponta na região de Campinas, a movimentação das importações por Viracopos passou a apresentar recordes sucessivos em tonelagem de mercadorias.

Com isso, ainda em 1995, a Infraero voltou a investir no sítio aeroportuário campineiro. Entre 1995 e 2008, foram mais de R$ 300 milhões de investimentos em infraestrutura e tecnologia que beneficiaram os segmentos de carga e passageiros. Foi construído um novo terminal de carga, nova torre de controle — uma das maiores do Brasil — e o terminal de passageiros foi triplicado e modernizado.

Viracopos ficou na 10º colocação entre os maiores aeroportos do mundo no ranking da AirHelp Score 2019 divulgado internacionalmente no dia 09 de maio. Viracopos recebeu nota 8,4 para pontualidade, 8,2 para qualidade do serviço e 7,9 para qualidade do varejo, com nota total de 8,25.

O estudo levou em conta informações de voos da base de dados da AirHelp. No total, aproximadamente 40 mil usuários contribuíram com a pesquisa, que contou com a participação de cerca de 2,5 mil brasileiros.

Lançado em 2015, o AirHelp Score realiza uma avaliação mais abrangente e precisa de companhias aéreas e aeroportos do mundo. Nesta edição, o ranking avaliou os 132 aeroportos mais conhecidos e mais utilizados do mundo.

Atual hub da Azul linhas aéreas é também o hub cargueiro da Tam cargo, Viracopos conta com voos diários domésticos operados por: Azul, Tam, Gol. Voos internacionais operados por: American Airlines, Copa Airlines,Tap Portugal, e mais de 13 cargueiras como Cargolux, Fedex, Lufthansa Cargo, Atlas Air, Cargolux Itália, Lan Cargo, Martnair, ABSA Cargo, Emirates SkyCargo, United Parcel, etc.

Gostou de saber informações sobre o Aeroporto internacional de Viracopos? Então fique atento às nossas matérias e compartilhe essas curiosidades!

Fontes e Referências:

http://www.viracopos.com.br/noticias/viracopos/viracopos-50-anos-decreto-de-1946-deu-impulso-ao-futuro-aeroporto

Portal – ANAC

escort mersin

- escort eskişehir

escort mersin

- escort eskişehir