(11) 5067-3080 | comercial@wamclog.com.br

Entenda a importância do planejamento tributário no setor logístico

O Brasil tem a maior carga tributária da América Latina. Além de ter alíquotas de destaque, o país ainda apresenta obrigações e regras de diversos tipos para o aceite de cargas importadas. Para as empresas, isso pode se transformar em um entrave nas negociações com os fornecedores internacionais e a venda no mercado interno.

Trata-se de uma estratégia que as empresas utilizam para tentar reduzir a carga tributária que incide sobre suas operações. Tudo é feito de forma lícita: por meio de análises sobre os tributos pagos e a redefinição do posicionamento, consegue-se chegar a uma economia maior. Em outras palavras, pode-se dizer que esse é um meio legal ao qual as empresas recorrem para reduzir o pagamento de tributos.

As análises adequadas ajudam a definir qual é o melhor regime tributário de acordo com a atividade realizada pelo negócio. Negligenciar esse aspecto significa ser tributado além do ideal, fator que gera elevação dos custos operacionais e outras consequências envolvidas no processo, como a perda da lucratividade e o aumento dos preços

As vantagens de um bom planejamento tributário

A gestão logística é a área responsável por um dos maiores gastos dentro da empresa. Assim, se existe um meio lícito de reduzir esses custos, é importante que se aproveite desses recursos.

O único cuidado que deve ser tomado é evitar aproveitar o benefício de forma abusiva ou equivocada, erro que pode gerar severas penalizações. Caso seja feito adequadamente, o planejamento tributário ajuda a garantir diversos benefícios.

Redução de custos nas operações logísticas

Muitas empresas cadastradas ainda não operacionalizam suas importações por medo ou por não terem a certeza de quanto será na realidade o custo dessa importação. Sendo assim o planejamento tributário na importação se destaca como de fundamental importância para que as importações saiam da mente do empreendedor e se tornem realidade.

Para obter sucesso nas operações logísticas, alguns fatores devem ser considerados, como a escolha de um bom provedor no exterior, o modal mais adequado que atenda no prazo necessário, localização do porto ou aeroporto de destino mais viável à sua logística interna.

No transporte rodoviário entre Estados, por exemplo, existe a cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).  Para um planejamento de sucesso, o ideal é sempre analisar o estado de origem e destino e o custo envolvido na operação.

Otimização dos resultados

O resultado da redução de custos e a tomada de decisão mais acertada é a otimização dos resultados empresariais. Isso diz respeito tanto aos processos quanto ao desempenho financeiro.

Outra grande vantagem de se reduzir o pagamento de tributos é que a economia gerada pode ser aproveitada para a realização de novos investimentos na empresa. Isso pode significar um novo sistema de informação, uma instalação com capacidade maior ou aportes financeiros, por exemplo.

O planejamento tributário, apesar de ser um aspecto mais voltado para a área de contabilidade e também financeira, está bem relacionado à logística. Conseguir isenções e outros benefícios ajuda a alcançar o objetivo de diminuir os custos, tornando-se ainda mais eficiente e mais competitivo no mercado.

Nos comentários, aproveite para dizer o que você pensa sobre o assunto e esclareça suas dúvidas.